Quais os desafios da contabilidade para startups

Proteção tributária e auxílio na tomada de decisões são algumas das funções dos profissionais da área nesse novo modelo de negócios

Tempo estimado de leitura: .

21 de setembro de 2023

Jovens empreendedores brasileiros encontraram no modelo das startups um lugar para inovar e colocar em prática suas ideias. De acordo com a Associação Brasileira de Startups (Abstartups), em 2018, o país atingiu a marca de 10 mil startups em atividade. Programas de fomento ao empreendedorismo e mudanças no mercado de trabalho foram os principais responsáveis pelo boom desse modelo de negócios. 

Entre as muitas questões que envolvem a abertura de uma startup, a contabilidade talvez seja a mais inquestionável. Sem um bom apoio contábil, nenhuma proposta sai do papel. Mas como o mercado das Ciências Contábeis desempenha sua função dentro das startups? 

Grande parte do sucesso de um negócio dentro de um panorama cada vez mais competitivo é estar à frente das burocracias e ir em busca de proteção tributária, evitando empecilhos em momentos decisivos. Da abertura da empresa até o atendimento ao cliente, a contabilidade deve estar sempre a favor da startup.

“Estamos vivendo um momento histórico com o surgimento de uma contabilidade construtiva, que começa no contrato social e vai se intensificando ao longo do processo. O contador precisa conhecer onde a empresa quer chegar e ser parte das mudanças e avanços, trazendo estratégia e pesquisando o melhor caminho”, avalia o coordenador da graduação de Ciências Contábeis da Atitus, Guilherme Moraes Vargas. 

Conheça 4 desafios da contabilidade para startups que selecionamos para você:

1) Facilitar a abertura das empresas

Mesmo que o processo para início de uma startup seja simples, é essencial contar com o apoio de um profissional da contabilidade. Isso garante iniciar as atividades com a documentação em dia e com uma conta exclusiva para a empresa administrada com inteligência. 

2) Reduzir impostos

Para uma startup, um dos pontos mais importantes é aliviar o peso dos impostos, em especial nos primeiros anos, quando o dinheiro em caixa ainda é modesto. Contadores especializados sabem como enquadrar a startup no regime tributário mais vantajoso para o momento da empresa.

3) Incentivos fiscais

A chamada “Lei do Bem” prevê benefícios fiscais como alíquota zero no Imposto de Renda para registro de marca e redução de 50% do Imposto sobre Produtos para empresas que realizam pesquisas e desenvolvimento de inovações tecnológicas. É importante que o contador esteja atualizado para que a startup aproveite essas oportunidades. 

4) Oferecer relatórios abrangentes

Gestão é tudo para uma startup. Relatórios contábeis e financeiros oferecem uma visão completa de indicadores de desempenho da empresa, garantindo tomadas de decisão mais inteligentes e uma projeção de crescimento, já que tudo está documentado para ser apresentado a possíveis investidores. 

>> Quer estudar em uma faculdade que prioriza a conexão com o mercado de trabalho, que tem um corpo docente atuante e um currículo em constante transformação? Então conheça a nossa graduação em Ciências Contábeis

Mais Acessados

... Carreiras

Administração Pública: Como trabalhar na área?

14 de dezembro de 2023

... Carreiras

Negócios na telinha: 3 séries imperdíveis para quem quer empreender

14 de dezembro de 2023

... Notícias

Professora e aluno da Atitus são voluntários de projeto social de robótica educacional

21 de dezembro de 2023