Conheça 5 tratamentos da biomedicina estética

Atuação do biomédico voltada para a inovação amplia as possibilidades de inserção no mercado

Tempo estimado de leitura: .

13 de setembro de 2023

A biomedicina é uma área com muitas possibilidades na saúde. A estética é uma delas, com procedimentos que auxiliam no bem-estar pessoal de pacientes. A biomedicina em procedimentos estéticos é recente e foi regulamentada pelo Conselho Federal de Biomedicina (CFBM) em 2011. De modo geral, os procedimentos são em disfunções, com a realização de técnicas invasivas não-cirúrgicas.

Com mentalidade inovadora, a Atitus trabalha a biomedicina para apresentar processos e tecnologias mais eficazes para pesquisar, desenvolver e aplicar soluções em saúde. Sempre com contato com diversas áreas de atuação do biomédico.

>> Descubra as inovações que estão transformando a área médica no Brasil

Veja 5 tratamentos da biomedicina estética:

1) Terapias a laser

É um procedimento utilizado, por exemplo, para remoção de tatuagens. Nestes casos,  atinge apenas o pigmento e não prejudica a pele ao redor. A depilação a laser também se enquadra nesta categoria. A laserterapia também é utilizada como técnica de rejuvenescimento. O laser, neste caso, elimina disfunções estéticas como rugas, manchas olheiras ou cicatrizes causadas por acnes.

2) Eletroterapia

A técnica consiste no uso de corrente elétrica na pele, para que o organismo a conduza. São correntes fracas, mas que fazem diferença no procedimento. Os pequenos choques ajudam a estimular a área para reabilitação. No caso da biomedicina estética, isso tem a ver com regeneração da pele e a facilitação de cicatrização dos tecidos.

>> Estudo analisa tipos sanguíneos e a contaminação por Covid-19

3) Intradermoterapia
Essa é uma técnica que pode ser utilizada para diferentes necessidades de pacientes. Como o nome sugere, é feita a aplicação de medicamentos em um tecido subcutâneo, ou seja, abaixo da pele. Isso garante uma absorção mais rápida para melhorar a qualidade da pele e a elasticidade dos tecidos mais profundos da face. 

4) Pellings e microagulhamento

Esses procedimentos são feitos para deixar a pele “lisinha”. Aliando as técnicas, é tratada a pele que sofre com acne ativa ou sequelas de cicatriz. O pelling é feito com administração de ácidos na pele após higienização. Já o microagulhamento consiste em pequenas perfurações na pele para induzir a produção de colágeno e de outras fibras naturais na área.

5) Carboxiterapia

Utilizado comumente no combate a estrias, a carboxiterapia é a aplicação de gás carbônico natural em concentrações controladas abaixo da pele. Isso causa a dilatação dos vasos sanguíneos e melhora a irrigação de sangue. Também estimula a produção de colágeno e elastina, o que melhora o aspecto de estrias.

Mais Acessados

... Tecnologia

3 livros essenciais para os apaixonados por Ciência da Computação

26 de setembro de 2023

... Carreiras

Administração Pública: Como trabalhar na área?

14 de dezembro de 2023

... Carreiras

Negócios na telinha: 3 séries imperdíveis para quem quer empreender

14 de dezembro de 2023